quarta-feira, 31 de maio de 2017

Missão: Compromissos Missionários 2017-2021


Agenda de Compromissos Missionários
2017-2021


Com o objetivo de aferir os resultados das atividades realizadas, necessidades prementes, compromissos firmados e alcançar a redução das vulnerabilidades encontradas desde o início do diagnóstico de campo em dezembro de 2011 até o fechamento das atividades da 4ª viagem missionária em fevereiro de 2014, o Projeto Luz e Vida: Missão Amazônia cria esta agenda como instrumento de ordenação das prioridades missionárias com base na desvantagem das comunidades em relação à autonomia desejada. Esta agenda missionária será atualizada imediatamente após o fechamento de cada viagem realizada.

1. Na comunidade Maruwai, extremo norte de Roraima, os chefes indígenas solicitaram em dezembro de 2011:
1.1. Transporte autônomo na forma de pick-up tracionada ou micro-ônibus adaptado à região de lavrado para fins de evangelização das aldeias vizinhas na Reserva São Marcos e regiões circunvizinhas e para realização de serviços administrativos fundamentais e de prevenção e/ou tratamento médico e odontológico na capital Boa Vista.
1.1.1. Contato inicializado com redes de concessionárias interessadas
1.1.1.1. Formalização da proposta de cooperação.
1.2. Treinamento bíblico avançado para a capacitação das lideranças Macuxi da comunidade Maruwai com vistas ao seu fortalecimento em termos de Bíblia, espiritualidade, ética e cidadania para difusão da atividade evangelizadora na região.
1.2.1. Distribuição realizada de livros evangélicos orientados para a cidadania, ética e sustentabilidade em novembro de 2011 em cooperação com colaboradores da missão.
1.2.2. Contato inicializado com editoras para fornecimento de material didático no seguimento infantil, juvenil e adulto.
1.2.2.1. Formalização da proposta de cooperação.
1.3.  Implantação de sistema de Educação à Distância para formação em nível superior nas áreas de medicina, direito e agronomia, com vistas à sustentabilidade comunitária.
1.3.1. Contato inicial com Universidades que dispõem do sistema EAD.
1.3.2. Contato inicial com Secretarias de Educação, Cultura e Meio Ambiente.
1.3.2.1. Formalização das solicitações.
1.4. Formação superior de professores Macuxi no âmbito do ensino básico, fundamental e médio para educação formal e profissional com ênfase na cultura tradicional indígena Macuxi e etnias coirmãs.
1.4.1. Contato inicial com Universidades que possam adotar os alunos Macuxi em regime integral para formação em pedagogia.
1.4.1.1. Formalização das solicitações.
1.4.2. Contato inicial com Secretarias de Educação, Cultura e Meio Ambiente.
1.4.2.1. Agendamento.
1.4.3. Contato inicial com Ongs e instituições indígenas como forma de estabelecimento de parcerias e cooperação mútua.
1.4.3.1. Agendamento.
1.5. Otimização do processo de fornecimento de remédios à comunidade no que se refere à quantidade específica dos lotes e a identificação clara da indicação de cada medicamento e sua posologia.
1.5.1. Contato inicial com órgãos competentes.
1.5.1.1. Solicitação de intervenção.

2.    Nas comunidades ribeirinhas de Paraná do Manaquiri, Barro Alto, Costa do Aruanã e Vila do Janauacá, unidades sob jurisdição do Município de Manaquiri, no Amazonas, verificou-se a urgente necessidade de:
2.1. Fornecimento de roupas e calçados de todos os tamanhos e números. (Preferencialmente não confeccionados a partir de materiais plásticos não-recicláveis, em atenção à educação para a sustentabilidade) 
2.1.1. Ação iniciada em cooperação com voluntários norte-americanos em janeiro de 2012.
2.1.2. Divulgação e captação de recursos para prosseguimento das ações.
2.2. Fornecimento de brinquedos para todas as idades. (Preferencialmente ligados à construção do conhecimento, não confeccionados a partir de materiais plásticos não-recicláveis, em atenção à educação para a sustentabilidade)
2.2.1. Ação iniciada em cooperação com voluntários norte-americanos em janeiro de 2012.
2.2.2. Divulgação e captação de recursos para prosseguimento das ações.
2.3. Fornecimento de alimentos não perecíveis. (Inclusive água potável, grãos e sementes de todos os tipos e condimentos)
2.3.1. Divulgação e captação de recursos.
2.4. Fornecimento de materiais didáticos, livros, jogos educativos e computadores.
2.4.1. Divulgação e captação de recursos.
2.5. Fornecimento de mão de obra voluntária e qualificada para ministração de cursos profissionalizantes com certificados válidos para o mercado de trabalho (informática, telecomunicações, mecânica, eletrônica e enfermagem)
2.5.1. Divulgação e captação de mão de obra voluntária qualificada.
2.6. Fornecimento de mão de obra voluntária e qualificada para intervenções médicas e odontológicas.
2.6.1. Ação iniciada em parceria com voluntários norte-americanos em janeiro de 2012.
2.6.2. Divulgação e captação de mão de obra voluntária qualificada para prosseguimento das ações.
2.7. Fornecimento de remédios e equipamentos para o combate ao alcoolismo, suicídio, contaminação da água, doenças infectoparasitárias, infectocontagiosas, sexualmente transmissíveis, com atenção especial à malária, câncer de mama e colo de útero.
2.7.1. Ação iniciada em parceria com voluntários norte-americanos em janeiro de 2012.
2.7.2. Divulgação, captação de recursos e mão de obra voluntária qualificada.

3. Nas comunidades Tukano, Dessana e Tuyúca da Reserva de Desenvolvimento Sustentável de São João do Tupé, na jurisdição do Município de Manaus, os tuxauas indígenas solicitaram:
3.1. Inclusão e ingresso dos indígenas do nível médio na rede de ensino do nível superior para formação nos cursos de medicina, direito e agronomia com vistas à sustentabilidade das comunidades que se encontram fora de reservas indígenas, sem gerenciamento ou apoio de quaisquer órgãos.
3.1.1. Contato inicial com Universidades que possam oferecer os cursos em regime presencial e integral.
3.1.2. Contato inicial com Secretarias de Educação, Cultura e Meio Ambiente.
3.1.2.1. Formalização das solicitações.
3.1.3. Contato inicial com as Associações Indígenas do Alto Rio Negro e com Associação de Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro.
3.1.3.1. Agendamentos.
3.2. Fornecimento de livros e materiais didáticos em língua portuguesa e em língua tukano, visando à preservação da cultura tradicional indígena dos tukano e tukanizados .
3.2.1. Distribuição realizada de 32 exemplares da Bíblia em língua portuguesa em cooperação com colaboradores da missão.
3.2.2. Contato inicial com a Sociedade Bíblica do Brasil para o fornecimento de exemplares do Novo Testamento em língua tukano.
3.2.2.1. Formalização de proposta de fornecimento.

4.    Nos bairros do Crespo e de Santa Etelvina na periferia da cidade de Manaus, no Amazonas, verificou-se a extrema necessidade de:
4.1. Melhoria no Saneamento Básico
4.1.1. Contato inicial com a Semsa - Secretaria Municipal de Saúde de Manaus.
4.1.1.1. Agendamentos.
4.1.2. Contato inicial com a FVS – Fundação de Vigilância em Saúde de Manaus.
4.1.2.1. Agendamentos.
4.2. Melhoria do Sistema de Saúde
4.2.1. Parceria firmada com a Casa do Médico da Família no Bairro Crespo em regime de cooperação mútua na educação para a sustentabilidade, saúde e higiene bucal.
4.2.1.1. Organização e finalização.
4.2.2. Contato inicial com a Semsa - Secretaria Municipal de Saúde de Manaus.
4.2.2.1. Agendamentos.
4.2.3. Contato inicial com a FVS – Fundação de Vigilância em Saúde de Manaus.
4.2.3.1. Agendamentos
4.3. Melhoria do Sistema de Habitação
4.3.1. Contato inicial com a Prosamim – Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus.
4.3.1.1. Agendamentos.
4.4. Melhoria do Sistema de Educação
4.4.1. Parceria firmada com o Centro Cultural dos povos da Amazônia em regime de cooperação mútua na educação para a sustentabilidade, preservação do meio ambiente, reconhecimento e valorização da riqueza e relevância dos recursos naturais amazônicos no contexto nacional e internacional.
4.4.1.1. Organização e finalização.
4.5. Fornecimento de roupas e calçados de todos os tamanhos e números. (Preferencialmente não confeccionados a partir de materiais plásticos não-recicláveis, em atenção à educação para a sustentabilidade) 
4.5.1. Divulgação e captação de recursos.
4.6. Fornecimento de brinquedos para todas as idades. (Preferencialmente ligados à construção do conhecimento, não confeccionados a partir de materiais plásticos não-recicláveis, em atenção à educação para a sustentabilidade)
4.6.1. Divulgação e captação de recursos.
4.7. Fornecimento de alimentos não perecíveis. (Inclusive água potável, grãos e sementes de todos os tipos e condimentos)
4.7.1. Divulgação e captação de recursos.
4.8. Fornecimento de materiais didáticos, livros, jogos educativos e computadores.
4.8.1. Divulgação e captação de recursos.
4.9. Fornecimento de mão de obra voluntária e qualificada para ministração de cursos profissionalizantes com certificados válidos para o mercado de trabalho (informática, telecomunicações, mecânica, eletrônica e enfermagem) e para instrução e combate ao alcoolismo, suicídio, contaminação da água, doenças infecto-parasitárias, infectocontagiosas, sexualmente transmissíveis, câncer de mama e colo de útero
4.9.1. Divulgação e captação de mão de obra voluntária qualificada.

5. Finalizando, lembramos que no Sudeste, o Aquário de São Paulo mantém parceria permanente com o INPA – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, em Manaus, compartilhando importantes dados, informações científicas e exemplares de animais de origem amazônica, para a difusão dos conhecimentos dessa importante região a partir da capital paulistana.
O Projeto Luz e Vida: Missão Amazônia, esteve em reunião com a diretoria do Aquário de São Paulo em agosto de 2012, a fim de construir um meio através do qual se torne possível o ingresso de crianças e adolescentes paulistanas em situação de vulnerabilidade ou desvantagem ao mundo amazônico, conhecendo sua riqueza e relevância para o cenário internacional a partir de visitas guiadas por profissionais do meio ambiente no aquário de São Paulo.
Durante estas visitas, o Projeto Luz e Vida: Missão Amazônia conhecerá as crianças e adolescentes que tiverem demonstrado maior interesse pelo bioma Amazônia e por sua preservação.  Com o objetivo de integrar crianças e adolescentes ao bioma Amazônia, a partir de experiências reais nas Reservas Ambientais sob responsabilidade do INPA, haveremos de transformar vulnerabilidade social e desvantagem em capacidade profissional e desenvolvimento humano para a construção de um mundo mais justo e equilibrado.


Veja Também:

Participe deste Projeto!
Ajude a Construir o Futuro que Nós Queremos!

Nenhum comentário: