quarta-feira, 2 de maio de 2012

Artigo: Entrega do Expositor Cristão na Aldeia Maruwai - RR


Macuxi
Indígenas de Roraima recebem Expositor Cristão

Pr. Cize Simplício Manduca, Bp. Carlos Alberto Tavares e Revda. Joana D'Arc Meireles

Índios da aldeia Maruwai, em Roraima, recebem o jornal Expositor Cristão, pelas mãos do presidente da Região Missionária da Amazônia, bispo Carlos Alberto Tavares Alves e da Secretária para a vida e Missão, Revda. Joana D'Arc Meireles. A ediçãode abril trás uma reportagem especial sobre o trabalho da Igreja Metodista com os índios em todo o Brasil.
Desde 1991 a Igreja Metodista trabalha ao lado dos macuxi. Hoje, os mais de 200 índios da aldeia Maruwai são metodistas. O missionário indígena Cize Manduca é quem lidera a comunidade. Ele é o primeiro pastor indígena da Igreja Metodista brasileira.


A Missão Metodista Maruwai tem um trabalho de assistência entre os macuxi e tem procurado apoiá-los em suas necessidades materiais: perfurou um poço artesiano de 132 metros de profundidade e construiu uma caixa d´água com 10 mil litros de capacidade que, através de um gerador, leva água encanada para todas as casas da aldeia.
A visita dos representantes nacionais da Igreja Metodista começou na terça-feira (18) e terminou no sábado (21). Veja o Álbum de fotos completo do trabalho da Igreja Metodista com os povos indígenas no Brasil.


Expositor Cristão - Abril 2012
Missão Metodista Maruwai Atende Índios Macuxi em Roraima


Em 1989 a Igreja Metodista de Roraima teve o primeiro contato com os macuxi na aldeia Bala, agora chamada Maruwai. De acordo com relatos da Revda. Maria Madalena Freitas, que participou do início do projeto, a Igreja dava assistência espiritual e apoio às necessidades básicas.
Os líderes macuxi deram abertura ao trabalho missionário metodista e em 1991 se concretizaram os primeiros resultados. “Recebemos na Aldeia da Bala, 42 novos metodistas, por meio do batismo. Em abril de 1992 o pajé da aldeia, Sigismundo Brasil, também começou a apoiar o trabalho da Igreja Metodista”, conta a Revda. Maria Madalena.
Hoje os mais de 200 macuxi da aldeia Maruwai são metodistas. O missionário indígena Cize Manduca é quem lidera a comunidade. Ele é o primeiro pastor indígena da Igreja Metodista brasileira. A Missão Maruwai tem um trabalho de assistência entre os macuxi e tem procurado apoiá-los também em suas necessidades materiais: perfurou um poço artesiano de 132 metros de profundidade e construiu uma caixa d´água com 10 mil litros de capacidade que, através de um gerador, leva água encanada para todas as casas da aldeia.
“Água é vida, portanto o poço significa verdadeiramente a vida dos nossos irmãos macuxi, pois eles dependem do poço para matar a sede, para preparar os alimentos, enfim, para fazer todo o trabalho diário. A caixa d’água tem a excelente finalidade de armazenar água para ser distribuída via tubulação”, explica o atual supervisor do trabalho, Rev. Dimanei Lisboa.
Desafios - Embora a Igreja Metodista tenha um missionário da etnia macuxi dentro da aldeia, um dos maiores desafios é o acesso dos metodistas que dão apoio à missão. A aldeia fica distante 150 quilômetros da capital Boa Vista e a estrada é de cascalho. A Igreja Metodista em Roraima não tem um veículo apropriado para as visitas.
O pastor acadêmico Márcio Rocha, alerta que a comunidade precisa de apoio dos metodistas em todo o Brasil. “Além de investir em transporte, é preciso trabalhar também a educação na aldeia. Praticamente não existem escolas instaladas. Eles precisam urgentemente de professores que sejam macuxi, pois além de manter a tradição, eles se adaptam bem ao clima da região”, afirma.
A missionária Renilda Santos auxilia o trabalho com os macuxi. Ela reforça a necessidade do envolvimento dos membros metodistas no trabalho. “O que nós esperamos, é que todos possam unir forças conosco para que a gente atenda da melhor forma possível àquela comunidade”, diz.

Matéria veiculada no Expositor Cristão, em abril de 2012.

 ____________________________

Nota enviada aos leitores e ao editor do Expositor Cristão em abril de 2012.
Por e-mail, em 19/04/2012. Arquivo pessoal.

“Proporcionar uma linha editorial ao Expositor Cristão de modo a superar a ênfase em informação e trazê-lo novamente ao seu papel histórico como instrumento da unidade, formação e comunicação, visando ao envolvimento da Igreja em missão.”
Plano Nacional Missionário 2012-2016, p. 58

Prezadas irmãs e irmãos em Cristo Jesus,
Graça e Paz!

Para quem ainda não conseguiu um exemplar do Expositor Cristão de Abril, segue link de acesso à versão on line: http://bit.ly/ExpoAbril2012. Chamamos a atenção para a matéria Especial desta edição (págs. 8 a 12) em que os trabalhos e desafios missionários são comunicados. Nos desafios à Missão Maruwai (pg. 11), a questão do apoio metodista, o investimento em transporte, a atenção à educação e a questão de fornecimento de remédios (não mencionada) requer maiores esclarecimentos “visando ao envolvimento da Igreja em missão”, conforme supracitado. A necessidade da presença metodista na comunidade Maruwai não se classifica, meramente, como uma ação missionária institucional, mas, sobretudo, como resposta ao clamor dos povos do campo, infelizmente não elencado entre as ênfases missionárias do Plano Nacional Missionário 2012-2016. Este clamor vem dos próprios macuxi de Aldeia Maruwai, onde os aldeanos estão clamando por ajuda para o fortalecimento espiritual da comunidade e pelo treinamento bíblico para evangelização das aldeias indígenas dentro da Reserva São Marcos. O anseio dos evangelistas macuxi e o seu reconhecimento da necessidade de edificação, capacitação e treinamento requer a atenção de todo o povo metodista, antes que outro grupo ou instituição ganhe a confiança em fazê-lo. O objetivo dos líderes macuxi é conduzir todos os aldeanos da Reserva São Marcos à Cristo, em quem têm depositado todas as suas esperanças. E não somente isto, mas também favorecer assim a sua vizinha, a Reserva Raposa Serra do Sol. Para tanto, além do fortalecimento espiritual, capacitação e treinamento, a comunidade necessita urgentemente de um veículo adaptado ao terreno para conduzir os evangelistas às aldeias vizinhas, pois não contam sequer com animais que possam transportá-los pelos 30, 40, 50 ou 60 Km de distância entre a Aldeia Maruwai e as demais aldeias da Reserva São Marcos.  Para começar é necessário pelo menos uma Pick-up 4x4, contudo, o objetivo mesmo é um Micro-ônibus adaptado ao terreno para levar uma equipe maior. Os que estão em Cristo sabem que esse clamor não poderá ser ignorado sob nenhum pretexto. Em relação às deficiências na educação, existe outro clamor: o de formação de professores aldeanos em nível superior, já que aqueles que são enviados pelo Estado não suportam as condições e abandonam a educação das crianças, entregando-as ao ócio, ao atraso na educação e à interrupção de seu crescimento. Independentemente das predisposições da Universidade Federal de Roraima ou de quem quer que seja, precisa-se urgentemente encontrar meios de instalação de um Polo EAD na aldeia, já que há laboratório com 10 computadores e internet à disposição no local. Os indígenas não compreendem essa falta de interação e, visualmente, ficam muito tristes ao falar no assunto. Precisam de formação em Medicina para cuidar do seu povo, tantas vezes ignorado pelos órgãos competentes. Precisam de formação em Direito para defender seu povo frente ao descaso e desrespeito em relação aos seus direitos e autonomia. Precisam de formação em Agronomia para saber produzir em uma terra pobre e sem vida a eles destinada por aqueles que deveriam fortalecê-los não bastasse a dívida histórica e impagável que, querendo ou não, todos têm para com eles. Por fim, na questão do fornecimento de remédios, é preciso esclarecer que a FUNASA costuma disponibilizar em uma determinada base comum a todas as aldeias, uma certa quantidade de remédios a serem retirados por cada tuxaua ou representante por ele indicado. Porém, os aldeanos relatam que ao ir buscar sua cota, muitas vezes não encontram nada lá. E, quando conseguem resgatá-la, muitas vezes não conseguem entender a que se destinam determinados tipos de medicamentos, pois reclamam que as indicações não lhe são claras. Alegam que estão utilizando remédios e os mesmos não fazem efeito algum, pois o povo continua com os mesmos sintomas, principalmente aqueles comuns aos vários tipos de verminoses, mesmo havendo ali poço artesiano com caixa d´água e tubulação doméstica. As pessoas que de alguma forma estão ligadas às áreas correspondentes também poderão contribuir com a Missão Maruwai, buscando meios de aperfeiçoar e garantir a contínua eficiência destes serviços naquela região.
“Denunciar, ao modo dos profetas no Antigo Testamento, os movimentos que promovem a morte, as políticas públicas que atendem a interesses de grupos comerciais em detrimento do interesse do povo em geral, especialmente dos empobrecidos. Denunciar o descumprimento da lei e da justiça, conforme apontados na Constituição Brasileira, bem como o movimento hedonista que tem caracterizado a sociedade e, desta forma, relativizado a vida plena e integral, referenciada no Reino de Deus.”
(Plano Nacional Missionário 2012-2016. Marcas do Tempo Presente, pág. 10)

Recursos na Língua Macuxi:
Baixar o módulo de telefone celular para MySword (Android)
Baixar o Novo Testamento Macuxi  para uso com o software de estudo bíblico “The Word”
Baixar lista de reprodução do Pacote 1 no seu aparelho (58:44)
Baixar arquivo ZIP do Pacote 1 / MP3 no computador (46.7 Mb ) 
Baixar arquivo ZIP do Pacote 1 / MP3 no celular  (17.6 Mb)
Baixar lista de reprodução  do Pacote 2 no seu aparelho (59:14 min.)
Baixar arquivo ZIP do Pacote 2 / MP3no computador (46.9 Mb ) 
Baixar arquivo ZIP do Pacote 2 / MP3 no celular  (17.8 Mb)

Veja Também:
Macuxi - Oficialização da Língua: http://bit.ly/LínguaMacuxi
Macuxi - Ritual de Cura & Panela de Barro: http://bit.ly/RitualMacuxi
Maruwai - Breve Comentário: http://bit.ly/ProjetoMaruwai
Maruwai - Educação: http://bit.ly/educamaruwai
Maruwai – Entrega Expositor Cristão: http://bit.ly/ExpositorAbril
Maruwai – Orientações Pastorais: http://bit.ly/OrientaMaruwai
Maruwai - Saúde: http://bit.ly/saudemaruwai
Maruwai - Transporte: http://bit.ly/transmaruwai
Maruwai – Viagem: http://bit.ly/ViagemMaruwai
Missão Indigenista Metodista: http://bit.ly/Indigenista
Novo Testamento na Língua Macuxi: http://bit.ly/ntmacuxi
Palavras de Vida na Língua Macuxi 2/2: http://bit.ly/musicmacuxi2
Palavras de Vida na Língua Macuxi 1/2: http://bit.ly/musicmacuxi1

Participe deste Projeto!
Ajude a Construir o Futuro que Nós Queremos!